Micro-conto

Fechou a boca e os olhos, e no seu escuro particular respondeu em silêncio o que fora do sono ninguém pôde ouvir. Dormiu a inconsciência inteira, e ao acordar pro sonho, adormeceu pra vida. De olhos abertos não existia a calmaria que os justos merecem, ele tornou-se tumulto, o protesto do mundo contra si mesmo. Desejou jamais acordar novamente. Ainda assim, acordara os restos dos dias que ainda o esperavam, até que enfim, sonhou pra sempre.

Frederico Brison.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s