Ceifa

Como possuir de longe a tua carne endurecida por teus antigos sentimentos? Eu quero amaciar os teus cantos e cânticos perdidos no tempo, e penetrar-lhe o falo que fala de amor. É desejo real e gigante este meu, de morar nas tuas dobras e ser tuas articulações em noites como esta, nos contornar e contorcer com nossos sentidos totalmente embriagados de arrepios que causam-me convulsões. Contigo sou corpo esquizofrênico, alucinação e loucura. Me interno dentro de ti, mas não é pra curar, é pra poder praticar minhas fantasias psicóticas sem intromissões. Deixa-me ser teu punhal, atravessar coração e o que estiver no alcance dos olhos, me deixa ser inteiro em cada metade tua, esteja ela nua ou vestida pra não causar o estranhamento de alguns. Quero todas as suas partes, as que ainda oculta e as que já expõe, preciso ser o Senhor de todas elas. O dono de todo pelo que nasce e morre, de toda saliva que molha e digere a vida, de todo um você que distante conheci e de perto possuí. Quero te amar.

Frederico Brison.

Anúncios

7 comentários em “Ceifa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s