Maculado

Não tenho uma boa alma. Já disseram alguns que se diziam sábios espirituais.

Nada disso! Quem me diz que minha alma não presta sou eu mesmo, do alto dos meus quase vinte anos, sei do que estou falando. E o pior é que, além de não ter uma boa alma, não tenho vocação para ter uma alma ruim. Aí que é o lugar da dor. Queria, sinceramente, me regozijar com meu egoísmo, usufruir da minha inveja, tripudiar dos meus instintos mais torpes, ah, como eu queria amar, com toda a hipocrisia do mundo, aqueles que conseguem ser mais hipócritas do que eu, mas não consigo.

Sou o tipo que devia ser proibido de rezar o Pai Nosso, de pedir perdão e dias melhores. Mas insisto, insisto porque não quero perder a piada. Insisto porque não tenho uma boa alma, insisto porque me conheço, e o pouco que me conheço me diz que é para seguir em frente: que, apesar de a alma não ser lá grandes coisas, ela é muito maior e mais leve do que eu.

Frederico Brison.

Anúncios

3 comentários em “Maculado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s