Olvido

Lembro de nós como se nunca houvesse acontecido. Mais parece um sonho cortado no meio pela urgente vontade de mijar numa madrugada fria, ou um livro que esqueci o título e nunca terminei de ler. Recordo cheio de dúvidas e ansiedades, curioso para saber o que vinha depois. Acontece que depois e depois e depois… Leia mais Olvido

Ceifa

Como possuir de longe a tua carne endurecida por teus antigos sentimentos? Eu quero amaciar os teus cantos e cânticos perdidos no tempo, e penetrar-lhe o falo que fala de amor. É desejo real e gigante este meu, de morar nas tuas dobras e ser tuas articulações em noites como esta, nos contornar e contorcer… Leia mais Ceifa

Incógnito

Esta noite eu sonhara, não recordo se o fiz dormindo ou acordado. Arrepio-me só de lembrar deste meu esquecimento, a noite passada ainda agora é um enigma para mim. Portanto, se acordei em minha cama e não numa viela dessas que cortam o bairro da Lapa, prefiro, ah! Deus, como prefiro crer mesmo que foi… Leia mais Incógnito

V

Cultivo em mim todas as angústias do mundo, emendo uma na outra e teço caminhos inteiros com os pedaços que encontro por aí. Partes de um ou de outro sentimento que acreditava já não existir e que do nada chovem de um céu desconhecido e me transbordam com todas as verdades que eu, cuidadosamente, fiz… Leia mais V